Casa de madeira engenheirada te dá medo de incêndio?

Eu te peço muita calma nessa hora. Veja a seguir boas razões para abandonar esse medo!


As informações que trago hoje são do site thinkwood e na seção dedicada a explicar o risco de incêndio nas casas de madeiras engenheiradas podemos ler:


Fire is a danger for all buildings and construction sites – regardless of building material. Fires start in the contents and furnishings we bring into our homes and offices, and occur in concrete, steel, masonry, and wood buildings alike.

Pelas determinações normativas

A normas de proteção contra incêndios regulamentam que todos os tipos de construção devem ter o mesmo nível de segurança, sejam elas de madeira, concreto, aço, alvenaria, entre outros. O mais importante é projetar a edificação pensando na maior segurança do usuário, tanto para evitar incêndios, quanto para possibilitar e facilitar o processo de evacuação em caso de incêndio, seguindo sempre as diversas normas de proteção contra incêndios.


O poder dos fatos

As construções de madeira se tornam mais e mais seguras na medida que sistemas extras, por exemplo sprinklers, são instalados ao espaço:


Ainda segundo o site Thinkwood, 96,2% dos incêndios em casas de madeira equipadas pelo sistema de sprinklers, foram contidos a um cômodo.

Em um incêndio, quando a madeira possui espessura o suficiente, após a carbonização da camada mais externa, a combustão passa a desacelerar, dando tempo para a evacuação.


Uma parede de CLT de 7 polegadas durou cerca de 3hs em exposição ao fogo em um teste controlado, ou seja, 1 hora a mais que o estipulado pela norma americana.

Portanto acalme seu coração quanto às edificações de madeira, esses e outros fatos estão ai para provar que este material, quando preparado, não apresenta mais riscos do que qualquer outro.





Olá, que bom ver você por aqui!

Sou Isabelle de Campos e esse é o meu espaço para mostrar como eu vejo e vivencio a engenharia civil.

Fique por dentro de todos os posts

  • Instagram

Compartilhe a sua opinião

© 2021 por Maria vai sem as outras. Orgulhosamente criado por Isabelle de Campos