Senta que lá vem madeira

Na minha jornada de projetar uma pequena grande residência de 35m² em madeira engenheirada, acredito que seja imprescindível estudar um pouco mais sobre madeiras. Durante a graduação tivemos apenas uma breve experiência com o material, realizando projetos estruturais de telhados. Por coincidência, o livro de autoria de Walter e Michele Pfeil, "Estruturas de madeira", publicado pela editora LTC, estava comigo desde o início da quarentena (março de 2020) e eu comecei a estudá-lo de cabo e um dia chegarei ao rabo.

Direto da minha interpretação das primeiras páginas e de um pouco de conhecimento de vida e de #Google, se segue o compilado de aprendizados. Vale a pena você continuar ai se seu pé ainda estiver um pouco (ou muito) atrás em relação à madeira enquanto sistema construtivo.


Razões para crer

  • A madeira proporciona um incrivelmente incrível isolamento térmico.

  • É extremamente maleável à intervenção industrial, facilitando a fabricação de uma enorme diversidade de produtos.

  • O peso próprio das estruturas em madeira é inferior ao peso próprio de estruturas de aço e concreto para desempenho das mesmas resistências de compressão e tração. Desse modo, a fundação da edificação pode ser menos robusta e, portanto, diminuem também o orçamento dispensado a ela.


Mais razões para crer


A madeira tem lá suas desvantagens, está sujeita a ataque biológico e à incêndios, bem como possui "defeitos", como nós e fendas que diminuem as suas resistências. Porém, nas palavras de Walter e Michele Pfeil:

"Estes aspectos desfavoráveis são facilmente superados com o uso de produtos industriais de madeira convenientemente tratados [...] resultando em estruturas duráveis e com características estéticas agradáveis."



Olá, que bom ver você por aqui!

Sou Isabelle de Campos e esse é o meu espaço para mostrar como eu vejo e vivencio a engenharia civil.

Fique por dentro de todos os posts

  • Instagram

Compartilhe a sua opinião

© 2021 por Maria vai sem as outras. Orgulhosamente criado por Isabelle de Campos